propaganda

sábado, 10 de junho de 2017

Mulher Maravilha (Wonder Woman)

O longa “Mulher Maravilha” conseguiu dar um novo fôlego à esse personagem da DC nos cinemas. Após três filmes desastrosos: “O Homem de Aço”, "Batman vs Superman: A Origem da Justiça" e "Esquadrão Suicida", nos quais a Warner tentou repetir a fórmula de sucesso da Marvel ao construir um universo compartilhado, a história de origem da heroína finalmente acertou no tom, além de contar uma boa história.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Rei Arthur: A Lenda da Espada

O diretor Guy Ritchie tentou fazer em “Rei Arthur: A Lenda da Espada” o mesmo que ele fez com “Sherlock Holmes”, ao apresentar um personagem clássico através do seu estilo de filmar, não alcançando entretanto o mesmo resultado positivo.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Alien: Covenant

A cena inicial do filme mostra uma conversa entre David, andróide sintético interpretado por Michael Fassbender e Peter Weyland (Guy Pearce), seu criador. David comenta que Weyland o criou e o questiona sobre quem então o teria criado. Esse momento ilustra bem sobre o que o longa "Alien: Covenant" se trata: o fascínio da “criatura” em relação ao seu criador. O ser humano sempre busca a sua origem, seja através da ciência ou da religião, então é interessante como essa seria uma boa forma do homem artificial demonstrar sua humanidade.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Um Limite Entre Nós (Fences)

Um Limite Entre Nós” não esquece em momento algum da sua raiz teatral ao apresentar um roteiro com cenas longas e cheias de diálogos. Ao se apoiar mais em palavras, ele se sustenta principalmente nas ótimas atuações do elenco e nos personagens complexos apresentados.

domingo, 2 de abril de 2017

Logan

Wolverine é o personagem mais famoso entre os mutantes dos X-Men, por isso ele foi o único que teve filmes solo. O primeiro mostra a origem de anti-herói, enquanto o segundo mostra uma aventura ambientada no oriente inspirada em uma HQ clássica. Ao optar por uma censura mais branda, e com isso alcançar um público maior, ele nunca tinha sido retratado de forma totalmente fiel aos quadrinhos. Após o sucesso de “Deadpool”, que apostou em um tom mais adulto - e com isso pode utilizar mais violência e palavrões, a Fox resolveu utilizar a mesma fórmula em “Logan”.