propaganda

sexta-feira, 8 de maio de 2009

X-Men Origens: Wolverine

Título Original: X-Men Origins: Wolverine (EUA, 2009)
Com: Hugh Jackman, Liev Schreiber, Danny Huston, Will i Am, Lynn Collins, Kevin Durand, Dominic Monaghan, Taylor Kitsch, Daniel Henney e Ryan Reynolds
Direção: Gavin Hood
Roteiro: David Benioff e Skip Woods
Duração: 107 minutos

Nota: 1 (ruim)

O terceiro filme dos X-Men foi um desastre total, mas foi muito bem nas bilheterias. Como todo o elenco só tinha assinado contrato para 3 filmes, tentar negociar com todos uma quarta aventura seria complicado. A idéia então foi fazer um filme solo de um dos personagens. O escolhido acabou sendo o mais popular: o Wolverine. Em “X-Men Origens: Wolverine” Hugh Jackman assume pela quarta vez o personagem que o levou ao sucesso em Hollywood.

O filme passou por alguns problemas na produção. Faltando 3 meses para a estréia, a Fox anunciou que iriam ser realizadas novas filmagens para completar o filme. O pior é que ainda tiveram a cara de pau de dizer que isso estava dentro do planejamento. O mais provável é que a versão entregue pelo diretor Gavin Hood não tenha agradado o estúdio.

O diretor foi escolhido pelo próprio Hugh Jackman, que esteve bastante envolvido na produção do filme, após a premiação do Oscar estrangeiro do filme "Tsotsi - Infância Roubada".

Infelizmente os mesmos problemas do “X-Men – O Confronto Final” se repetem aqui. O número excessivo de “bonecos” atrapalha bastante a história. Só que aqui a coisa ainda é pior, pois os “bonecos” a mais em nada acrescentam ao filme. O critério de escolha foi apenas colocar novos mutantes que ainda não tivessem aparecido nos filmes anteriores. Só assim para justificar a aparição de Gambit, por exemplo. Um personagem tão legal, mas que foi usado da pior maneira possível.

Outro problema repetido do X-Men 3 é pegar uma história clássica dos quadrinhos e fazer uma versão horrorosa de adaptação desperdiçando o bom material. Se jogaram a trama da saga da Fênix pelo ralo abaixo, aqui misturaram 2 histórias clássicas do Wolverine. A origem do personagem e outra chamada arma X, que já tinha sido citada em X-Men 2.

Conseguiram a façanha de fazer algo pior que o X-Men 3. Impressionante! O filme é tão ruim que chega a ser chato. Estava contando os minutos para o final da sessão sem acreditar no que estava assistindo. E ainda perdi meu tempo esperando os créditos passarem para ver cena escondida, que também é bizarra.

Drama barato, cenas de ação exageradas e ruins, “bonecos” em excesso, esses são apenas alguns dos problemas do filme. A única coisa boa mesmo é o carisma de Hugh Jackman como o Wolverine, mas isso não é suficiente para salvar o filme.

Felizmente eu tinha ganhado meu ingresso depois de comprar as camisas da Marvel, não gastei dinheiro para ver o filme. Mas infelizmente devido ao enorme sucesso que o filme está fazendo, uma continuação vai rolar e também outros filmes solo de personagens dos X-Men. Será que vão conseguir fazer algo bom? Não boto muita fé nisso não.
Postar um comentário